Não é surpresa que sejamos responsável pela morte de tantos ambientalistas. Nosso país não defende seus tesouros nacionais, A Amazônia está infestada de madeireira, criadores de gado e traficantes, não só os de drogas, mas o de biodiversidade patenteado descobertas que deveriam vir de nossas universidades – que não apoiam a pesquisa de campo – O cerrado está morrendo para beneficiar a agropecuária e nosso país se divide não em latifúndios, mas em megafúndios!

REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Um relatório revela que os assassinatos de defensores do meio ambiente não param de subir. América Latina e Ásia concentram a maioria das 908 mortes, que resultaram em apenas dez condenações

Desses casos, 448 foram no Brasil

O ritmo de desmatamento da Amazônia brasileira voltou a subir em 2013. / marizilda cruppe (eve / greenpeace)

Já se passaram mais de 25 anos da morte de Chico Mendes, o humilde seringueiro do Acre (norte brasileiro) que se converteu em símbolo internacional da defesa do médio ambiente. E Brasil, o país onde foi assassinado por tentar que os especuladores não destruíssem a Amazônia, continua sendo o local mais perigoso do mundo para os ativistas ambientais. A afirmação faz parte do relatório da ONG Global Witness, apresentado nesta terça, que reuniu os assassinatos de defensores do meio ambiente em todo mundo entre 2002 e 2013. Sua conclusão é devastadora: o número de mortes…

Ver o post original 711 mais palavras

Anúncios