Faixa de pedestre e a ignorância

Gente todos os dias me pergunto porque tendo faixa de pedestre a dez metros de distância tantas pessoas insistem em atravessar uma rua mega movimentada fora da faixa.
Quanto mais eu vejo isso no meu trajeto diário mais me pergunto o quanto as pessoas amam pouco a si mesmas e dão pouco valor a própria vida passando correndo na frente de carros quando tem local para atravessar em segurança.
Também me faço essa pergunta ao passar pelas três passarelas no caminho de casa pela BR 153 e ver homens mulheres e crianças, as vezes até com bicicleta nas costas,  preferir atravessar a BR em baixo da passarela arriscando a vida quando poderia subir e chegar ao outro lado em perfeita segurança.
Vejo em frente a FASAN e a central da oi/Brasil Telecom em Goiânia as pessoas terem preguiça de andar 100 metros até a passarela e preferirem se jogar na frente dos carros.
De que adianta lutar tanto por um benefício e depois ter preguiça de usufruir dele. Faixas de pedestre e passarelas são direito do cidadão e usá-las um ato de amor e respeitoa si mesmo. Ignorar as faixas e atravessar em qualquer lugar é dizer ao poder público que não temos interesse em tais benfeitorias que fazem parte das chamada qualidade de vida nas grandes cidades.
Não são só os motoristas e moticiclistas que devem ser educados para respeitar os pedestres, mas os pedestres parecem precisar ser educados para rrespeitar a si mesmos.

post do celular

Anúncios

2 pensamentos sobre “Faixa de pedestre e a ignorância

  1. Realmente, concordo com você, mas também infelizmente em muitas cidades os motoristas não respeitam as faixas, parando ou estacionando em cima, como acontece muito na minha cidade. Fui algumas vezes para Londrina/PR e lá fiquei impressionada. Tem um projeto chamado “pé na faixa” que os motoristas de longe já viam que você ia atravessar e já paravam, até assustei, haha. É bom o respeito das duas partes. Já passarelas é um caso a parte, não sei como tem gente que tem coragem de atravessar uma rodovia, é perigosíssimo. É bem o que você falou, falta amor por si mesmo.

    • >Me sinto assim quando vou a Brasilia. Lá houve um projeto semelhante. Os motoristas respeitam a Faixa e alem de ter muitas faixas tem muitas passarelas também. As pessoas olham quem atravessa fora da faixa como algo alienigena.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s