Boa tarde!

Queridos leitores não é segredo para ninguém que não sou a favor desta copa, que não vesti amarelo canário, que não torci freneticamente pelo Brasil, mas também não torci contra, porque acho contraproducente. Esperava que as pessoas dessem mais atenção aos nossos problemas sociais do que aos jogos.

Neste contexto devo dizer que não achei que o Brasil levaria a taça mas também não estou soltando foguetes por nossa seleção ter perdido. Afinal, não ser a favor da construção de estádios com dinheiro publico é diferente de desejar o pior desfecho . Estou com pena dos nossos jogadores, mesmo não tendo acompanhado os jogos como uma torcedora não sou cega ou surda para alguns fatos.

1º – Fomos confiantes demais por a copa ser aqui e muita gente pensar que tia Dilma tivesse já comprado o título – eu mesma cheguei a pensar isso no primeiro jogo, mas logo essa ideia passou, virou fumaça.

2º – Os nossos dirigentes foram arrogantes em considerar o Brasil melhor que qualquer outro por ter um monte de “estrelas” jogando, sem levar em conta que nossa seleção nunca foi um time de verdade mas sim uma colcha de retalhos.

3º- Nossos jogadores são meninos que ficaram desestabilizados pelo ferimento da sua “estrela mor”

4º A Alemanha joga sim melhor que o Brasil.

Fico triste pelos jogadores que não estavam preparados psicologicamente para suportar os primeiros gols e seguir em frente. Fico com pena por eles ficarem marcados como a seleção que perdeu em casa.

E principalmente me preocupa o fato que um bando de vagabundos se aproveitar do fato do Brasil ter perdido para fingir que são manifestantes e partir para o quebra quebra.

Quem é contra  a copa o é faz 4 anos e não mudou de opinião durante os jogos e nem parou de protestar porque o Brasil ia bem nos gramados. Quem realmente deseja um país melhor não quebra terminais, nem saqueia lojas porque lutar contra a corrupção é primeiramente ser honesto para exigir isso dos nossos governantes. Só podemos exigir aquilo que nós praticamos.

Sim eu sou a favor de protestos por melhores salários, menos impostos e fim da corrupção, mas não posso compactuar com a arruaça que é resultado da frustração de torcedores irracionais, nem pela destruição e furtos promovidos por cretinos que se misturam as pessoas de bem.

Quem destrói patrimônio publico é tão bandido quanto o Sarney, Fernando Collor, Maluf e tantos outros. Quem destrói caixas eletrônicos, terminais e furta lojas é tão bandido quando os mensaleiros e merecem ser presos. 

Protestar não é agredir o cidadão de bem, é manifestar uma opinião de forma coerente e organizada. 

Anúncios