A Saga dos Capelinos – Volume II – A Era dos Deuses – parte 02

Bom diaaa! Sei que demorei a voltar a escrever sobre a Saga dos Capelinos e ainda estou devendo uma resenha sobre o “O livro dos Mortos” não a fiz porque ao desencaixotar meus livros descobri que meu exemplar estava mofado – quase chorei – além disso outro livro de que gosto muito continua emprestado que é o “Tratado da Historia das Religiões”. Então vou adiar um pouco mais a resenha sobre mitologia egípcia e passar a segunda metade do livro 2 “A Era dos Deuses”

Se na primeira metade do livro tivemos a história de Aha que deu origem ao mito do deus Rá na segunda metade temos a história das minhas divindades preferidas do Egito antigo: Ísis e Osíris.

Para quem se interessar pela lenda basta entrar no link https://sites.google.com/site/portaldemaconaria/trabalhos-e-pesquisas/mestre/–lenda-de-osiris-e-isis – Gostei bastante desta versão que se parece muito com aquela que eu já conhecia em um dos apêndices do meu falecido “Livro dos Mortos ”

Gostei de como “A Era dos Deuses” trata estes personagens tão queridos. No livro Osíris é a encarnação terrena do Atilante Tamkess que em sua ultima vida havia sofrido um grave acidente que o deixou com sérias deficiências motoras tendo se apaixonado por sua enfermeira que se casara com ele não por amor, mas por dinheiro aproveitando-se de sua carência e incapacidades. No entanto este espírito mesmo enganado e traído consegue,  na pátria espiritual, não apenas perdoar a mulher como ainda movido por profundos sentimentos a resgatar das trevas. Por ela ele se torna um dos abnegados socorristas espirituais que trabalham no expurgo das almas de Atilante para a Terra.

Sua encarnação seguinte se dá na terra, no vale do Iterou para continuar a obra iniciada por Aha. Tamkess  nasceu entre os descendentes de Aha com o objetivo de melhor as condições econômicas e sanitárias das populações do vale do Iterou/Nilo a fim de que houvessem mais nascimentos de exilados de Capela. Para não repetir os erros cometidos na Suméria ao invés de um líder belicoso (guerreiro) os dirigentes espirituais escolheram um espírito mais evoluído moral e intelectualmente. Assim Tamkess  que não tinha interesse na guerra, nem era ganancioso foi um governante mais preocupado com os outros que consigo mesmo. Tamkess /Osíris foi um verdadeiro estadista promovendo a primeira reforma agraria da história, foi um patrono das artes e da ciência em seu estado primitivo ao se interessar por qualquer inovação que melhorasse a vida e custear os artesãos com o dinheiro do estado.

Em sua missão teve o auxilio de uma companheira amantíssima. Ísis que séculos antes foi a enfermeira que abusou dos sentimentos dele, se casando por dinheiro e o deixando por dinheiro e que passou muito tempo perdida nas zonas sombrias do plano espiritual assombrada por diversas culpas de crimes da vida que levara em Atilante recebia nova chance de se redimir. É bonito como o carinho, a dedicação e o respeito de Tamkess conseguiu resgatar uma alma das profundezas do egoismo.

Na narrativa Tamkess/Osiris conquista o leitor por ser um estadista dinâmico em todos os sentidos. Ele não apenas observa os grandes problemas ocorreu com Aha e Urbawa que se preocuparam com as cheias do rio e a estrutura básica da administração a fim de acumular poder e riqueza.  Tamkess/Osiris se preocupou com todos os aspectos da vida seja a necessidade me maior produção de alimentos até a urgente necessidade e criar hábitos de higiene da população enxergando muito a frente dos homens de seu tempo como vemos no trecho a seguir.

E assim por alguns minutos, Khons foi mostrando como
inventou ou aperfeiçoou alguns móveis. Na realidade, o príncipe
vinha desenvolvendo utensílios domésticos, estatuetas, móveis e
objetos puramente decorativos já há mais de dez anos, tendo
uma completa oficina em sua residência, com seis excelentes
especialistas, os quais eram tratados a pão de ló.
– Eu desejo que venha a minha casa e a mobile inteiramente.
Pagarei o preço que pedir.
– Ora, meu irmão me cumula com seus favores e em hipótese
nenhuma lhe cobrarei por isso.
Osíris olhou-o seriamente nos olhos e lhe disse:
– Sim, você me cobrará um preço absurdo, o qual pagarei de
bom grado. Sabe o que vai acontecer quando descobrirem que
tenho estes objetos em minha casa? Não? Pois lhe direi. Todos
irão procurá-lo para fazer réplicas, e irá cobrar um preço exorbitante, dando-me uma participação de metade de todos os
lucros.
Khons e Djhowtey olharam abismados para Osíris. O que era
isso que propunha? Osíris respondeu às inquisições dos dois,
dizendo:
– Concordam que sou, pelo fato de ser o rei, o homem mais
imitado do Kemet. Declarei que o correto é ter uma única
mulher e, agora, todos os nobres estão desfazendo-se dos seus
haréns de concubinas. Resolvi deixar o cavanhaque como usava
meu bisavô Ptah e os homens procuram imitar-me, alguns
usando cavanhaques postiços feitos de crinas de burro já que são
imberbes. Logo, sou o espelho do Kemet. Lançarei os costumes
que os outros copiarão. Faremos móveis e passarão a usá-los.
Preciso de muito dinheiro para fazer as reformas que pretendo
fazer. Deverão vir dos móveis, das terras, dos arrendamentos de
asnos e navios, além de empréstimos em dinheiro que farei aos
mais pobres.

Para aqueles que conhece o mito, ver este Osíris atraiçoado pelo meio irmão da esposa Seth chega a doer o coração. O atentando que privou Osíris dos movimentos o deixando em pior estado que na existência anterior interrompe o período de intensa prosperidade e desenvolvimento cultural e tecnológico do Iterou/Nilo fazendo a população mergulhar em um novo período de barbárie e consiste em uma nova provação para Ísis que se prova um espírito realmente melhorado ao continuar amando o marido invalido e cuidar dele até o fim.

 

Anúncios

2 pensamentos sobre “A Saga dos Capelinos – Volume II – A Era dos Deuses – parte 02

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s