O Google censura termos negativos ao Brasil

Existe uma diferença entre bom senso e censura. Neste caso eu acho valida a iniciativa do Google.
“O Google destacou que seus critérios no produto Trends são distintos dos do buscador tradicional. A resposta, genérica e não atribuível a um porta-voz concreto, pretende ser simpática e informal: “Nossos canais sociais existem para se compartilhar informação interessante e relevante para aqueles que querem nos escutar. Ao contrário do que fazem jovens de 16 anos, não compartilhamos tudo o que aparece na nossa frente. Durante o Mundial criamos mais de 150 páginas especiais em 13 idiomas, com suas bandeiras, estrelas de suas seleções e outras coisas. Se os usuários querem mais, sempre podem usar google.com/trends para saber de que assuntos as pessoas estão falando a cada momento. Nosso objetivo é, antes de tudo, compartilhar o que mais importa em um momento concreto ao maior número possível de internautas. Julgamos que essa é a finalidade desta página e assim evitamos um pênalti”. Rosa Jiménez Cano – http://brasil.elpais.com/brasil/2014/07/14/tecnologia/1405304884_463970.html
Existe uma diferença entre disponibilizar livremente material de pesquisa e ser instrumento de malefícios. Não acho que um site ou buscador deva dar acesso a absolutamente tudo, que deva haver um crivo de bom senso. Isto se difere amplamente de manipulação e censura. É um terreno espinhoso e só os proprietários de sites, paginas de busca e redes sociais podem fazer esse tipo de delimitação pois varia da consciência de cada empresa ou blogueiro e por tanto não fera a liberdade de expressão. A meu ver sempre haverá uma diferença entre informar um fato por exemplo – Brasil perdeu para a Alemanha de Goleada – transformar o fato em forma de denegrir ou humilhar outrem “Vergonha nacional, Brasil humilhado por Alemanha” Todo esporte é uma atividade sujeita a vitória e a derrota. Que os vencedores sejam louvados pelo esforço e os perdedores devem aprender onde erraram para na próxima oportunidade não incorrer nos mesmos erros. Nada mais natural.
Com tantas formas de comunicação a nossa frente agimos ainda como crianças inconsequentes das palavras que semeamos na rede, opiniões movidas por rancor ou frustrações que passando algum tempo podem nos ser motivo de vergonha são espalhadas sem pudor algum.
Não acho ruim a inciativa do Google, eles não omitiram a informação real, apenas foram previdentes. Devemos ser honestos e cuidadosos com nossas palavras pois o que colocamos na rede pode assumir caráter perene e nos prejudicar no futuro.

REPÚBLICA BANANA PEOPLE

A ferramenta de buscas eliminou resultados relacionados com a derrota para a Alemanha

Tela do Google Trends após a goleada da Alemanha sobre o Brasil.

As esperanças do Brasil nesta Copa do Mundo se viram enterradas depois da grande derrota diante da Alemanha nas semifinais. “Derrotados”, “humilhados”, “destruídos” foram alguns dos termos mais procurados no Google junto com “Brasil”. Mas quando se entrava no Google Trends, ferramenta de consulta de tendências em tempo real, o buscador não oferecia resultados relacionados a essas palavras, nem para “vergonha”.

O Google criou uma página especial do Trends dedicada ao Mundial, na qual mostrava resultados dos jogos, comentários e curiosidades, além das buscas mais populares antes e depois das partidas. Para atualizar e publicar a página, foi montada especialmente para o evento uma redação na sede da empresa, em San Francisco. A intenção do grupo de profissionais era usar as tendências de buscas dos…

Ver o post original 333 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s