Muito legal. Eu nunca tinha ouvido falar. Mas algo assim faria muito bem a minha cidade. Acredito que quando as pessoas contribuem de alguma forma para dar forma e personalidade ao lugar que vivem além de melhorar o ambiente contribuem para uma maior qualidade de vida.

a cara da dona

É uma arte de rua, cuja tradução seria “bombardeio de fios”, que utiliza malhas de tricô ou crochê e tem como objetivo denunciar a paisagem urbana fria e dura, personalizando-a com as malhas coloridas.

Os primeiros exemplos de yarn bombing teriam surgido em Maio de 2004 na cidade de Den Helder, na Holanda.

Nos Estados Unidos, em 2005, tricotadeiras do Texas utilizaram os seus restos de lãs e projetos inacabados para uma demonstração de yarn bombing e desde então espalhou-se em todo o mundo.

Também estaria atribuído o início deste movimento a Magda Sayed, de 37 anos, de Houston (Texas, E.U.A.), que diz ter tido a ideia de cobrir a maçaneta da porta da sua boutique com uma cobertura feita por si.

Joann Matvichuk de Lehbridge, Alberta (E.U.A.) estabeleceu o primeiro Dia Internacional do Yarnbombing, que foi celebrado no dia 11 de Junho de 2011

  

 Imagens: streetartutopia.com/arquiteturavalente.blogspot.com/blogduasrodas.motonline.com.br

maisquejoias.wordpress.com/altenburg.com.br/pinterest.com /forum.libelle.nl/youtube.com

Ver o post original

Anúncios