Achei esse post super, mega pertinente. Pessoas como eu não tem muita noção do que passa quem tem algum grau de deficiência visual para desempenhar tarefas relativamente simples.
Acabamos por considerar natural o uso desde ou daquele aparelho ou aplicativo e nos tornamos um pouco insensíveis ao criticar alguém que ainda não tem o recurso “x”. Somos uma nação de desigualdades que finge se importar, mas que fecha os olhos para a necessidade daqueles que tem algum tipo de deficiência. Para a maioria de nós eles são lidos em uma novela ou no Caldeirão do Hulk, mas um incomodo no dia a dia. Não estou dizendo isso para por sal da ferida, mas para nos lembrar que é preciso sim reivindicar opções de inclusão pois pessoas de baixa visão seja em que grau for tem tanto direito quanto qualquer um de nós a participar dos implementos digitais que chegam a cada dia.

Universo Moda

Há algum tempo, logo que o WhatsApp virou uma “febre”, um amigo me perguntou: “Você não usa o WhatsApp?” E eu respondi: “Não, meu celular não é acessível.” Bom, ele não entendeu muito bem o que eu queria dizer, já que todo mundo usa o “zap”. Quero deixar claro que, atualmente, eu também uso! Mas não usava antes e não era pelo fato de não gostar ou de não conhecer, mas pela falta de acessibilidade dos celulares e smartphones.

whatsapp

Até alguns anos atrás, somente poucos aparelhos como o Nokia tinham um leitor de telas muito rústico que realizavas algumas tarefas, como ler informações dos contatos da agenda etc. E até pouco tempo, a acessibilidade em celulares era mínima e apenas alguns aparelhos como Moto X e Moto G da Motorola, Nexus da Google e Iphone da Apple tinham opções melhores de acessibilidade. Atualmente, o Android e o IOS estão com…

Ver o post original 621 mais palavras

Anúncios