Hoje

Arwen Releituras

2012-11-06T14-56-08_64
Poderia chorar para além do infinito
as palavras gentis que me
acalmavam os ouvidos
agora soam facas em minha alma

Esperança!
Seus espinhos se prendem a carne e sufocam coração
quisera cessar de querer
desejar e sonhar

Morrer por dentro
Esquecer do mundo
desaparecer no azul
Me perder no infinito

Quisera cessar de amar
mas o amor se agarra a mim

rasgaria a carne se a dor o levasse para longe

Dor, bendita e abençoada
não me libertas da saudade
nem da angustia
nem da solidão

Esperança
cruel e fria dilacerando o espirito dia a dia

Morreria feliz para o mundo se pudesse abraçar o vazio

Ver o post original

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s