O acto revolucionário de contar a verdade

Já pensou o quanto esta frase ainda é atual no mundo todo? E em termos de Brasil?
O quanto somos levados – como manadas – conduzidos por uma série de mentiras?
Estamos tão acostumados a sermos conduzidos que não sabemos nos rebelar – fazemos passeatas e não redigimos documentos. Não registramos verdadeira e legalmente nossa indignação.
Com estes aumentos de impostos – porque não colher assinaturas (não virtuais, mas físicas) nas ruas, universidades etc… nos colocando contra.
Por que não colhemos por escrito o desejo dos Brasileiros em reduzir efetivamente o quadro ministerial, o quadro de senadores…. Não somos ensinados sobre o valor da palavra escrita. Sobre os documentos que seriam isntrumentos da nossa vontade, as mídias reforçam a ideia de que o ativismo de sofá é suficiente para mudar a situação, que ir para a rua sem compromisso e com um cartaz é dizer ao mundo que está indignado e que depois disso podemos voltar para a vida normal.

“Estes são tempos negros, nos quais a propaganda da fraude afecta todas as nossas vidas. É como se a realidade política […]”

Abril de Novo Magazine

“Num tempo de fraude universal, contar a verdade é um acto revolucionário”, disse George Orwell.
Estes são tempos negros, nos quais a propaganda da fraude afecta todas as nossas vidas. É como se a realidade política […]

Ler mais em: ODiario.info

Ver o post original

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s