Transporte coletivo

downloadQuem mora em Goiânia sabe que a cada ano que passa você precisa acordar mais cedo para chegar ao trabalho. Isso vale para quem anda de carro, moto ou ônibus. Nossas ruas, em sua maioria estreitas, estão atoladas de carros. Temos rotatórias, pequenas e ainda de tartarugas, que mais atrapalham o fluxo de carros do que ajudam. Nos horários de pico apenas se eixo principal permite fluxo de carros sendo preciso uma paciência sem fim e disposição para entrar em uma queda de braços para quem vem das aduaneiras conseguir atravessar.

Qual a solução para esse problema? TRANSPORTE PÚBLICO.

Nossa cidade não tem  um serviço de transporte eficiente. Temos poucas empresas que andam com ônibus superlotados e soluções paliativas que estão longe de resolver o problema (corredores exclusivos e BRT) Nos falta um verdadeiro planejamento de integração dos transporte e principalmente um METRÔ OU TREM DE SUPERFÍCIE – A verdade é que não há interesse em melhorar o transporte publico que é uma verdadeira mina de ouro. – Um ônibus que teria uma lotação máxima de 80 pessoas quase sempre anda aproximadamente 200 – pense no lucro que isso gera.
Ônibus com cadeiras duras, quente (nesse calor não há ar condicionado) pouco lugar para se apoiar, espremidos como animais – se bem que animais levados para o abate ainda são melhor condicionados ,no transporte, que o cidadão.

Me admira que o cidadão, de uma capital do porte de Goiânia, continue se deixando carregar pior que animais ao invés de lutar por dignidade.

Vejo pessoas estupidamente queimando ônibus quando deviam estar exigindo mais alternativas eficientes de transporte. E não é só o cidadão de baixa renda que é aviltado por esse transporte horrível e ineficiente. Toda a sociedade é quem está sendo prejudicada.

Sem um transporte publico que atenda todas as camadas da sociedade forçamos a população de baixa renda a trafegar em condições sub humanas e forças o cidadão de classe média a uma dependência doentia do transporte individual. Lotamos nossas ruas com carros tripulados apenas por uma pessoa, criamos congestionamentos, matamos as árvores e destruímos calçadas para ter estacionamento para esta frota que piora a qualidade do ar e aumenta o calor. Pedestres e ciclistas cada vez tem menos lugar, em horários de pico há ruas que torna-se impossíveis de atravessar, ruas sem faixas de pedestres ou passarelas. Ruas nas quais cidadãos como eu e você arriscam a vida todos os dias.

Será que vamos esperar nosso transito ficar pior que o de São Paulo para começar a tomar providencias?

Será que o cidadão vai continuar idiotamente queimando ônibus ao invés de exigir que se diversifique o transporte publico com meios mais eficientes e integrados ( Metrô, trem de superfície, mais empresas autorizadas etc…) Paga-se muito caro por um transporte que trata o usuário pior que animal.

Os empresários lucram muito com baixo custo – Motoristas mal pagos, ônibus super lotados e projetados para caber o máximo com o mínimo de gasto na estrutura, ônibus insuficientes na linha (para eles só vale a pena se lotar em todos os horários, e de preferência superlotar – afinal que melhor relação custo benefício seria melhor que transportar mais pessoas por menos viagens, menos conforto, menos respeito….????

E olha que nem falei aqui dos abusos que mulheres sofrem com o esfrega esfrega dos machos, dos assaltos e outras formas de violência dentro dos ônibus lotados, terminais e pontos.

Tenho certeza que quase toda mulher que anda de coletivo tem uma história para contar de violência sexual. Histórias que vão da esfregada até a abusos mais brutais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s