Este é um daqueles posts que a gente quer fazer logo, mas não tem jeito porque não depende só de querer.

Vou explicar – faz uns 5 meses que conheci a Henna – uma plantinha maravilhosa que vez por outra aparece  na literatura, mas que me parecia apenas uma referencia  a uma forma primitiva de tingir os cabelos. Sempre que ouvia falar ou via algo relacionado em lojas de cosméticos e farmácia eu associava à ideia de quem não tem dinheiro para usar uma tinta de qualidade em um bom salão. Mas PRÉ – CONCEITOS são uma merda. Toda ideia pré concebida sem reflexão, sem conhecimento, sem respeito tende ao erro. Isso vale para tudo na vida, desde coisas simples até religião e/ou política.

Bom, depois que aprontei horrores com o cabelo, que ele fritou e quebrou comecei a rever meus conceitos e pré conceitos. Afinal mulher desesperada tenta de tudo, desde produtos caros até receitas caseiras malucas. Com o cabelo muito danificado não dava para continuar loura, resolvi ficar ruiva. Parecia a solução, o cabelo reagiu bem a mudança, mas logo ficou claro que só mudar de tinta não

amelia

Um dos cabelos que me reacenderam o desejo de ficar ruiva

resolveria o problema. A cada retoque, feito com ox de 20 volumes meu cabelo voltava a ficar emborrachado, mesmo que “fizesse só a raiz”.

Então comecei a pesquisar alternativas – hidratações – CC – etc – Foi mais ou menos em meados de setembro quando fiz o primeiro grande corte que decidi parar de colocar químicas agressivas no cabelo, isso incluía dar adeus as progressivas, tinturas convencionais etc.

1432825222385

Como estava o meu cabelo quando percebi que a quebra estava levando todo o volume – a cada lavada meu cabelo raleava.

Apesar do corte, meu cabelo permanecia fraco, e agora desbotado – cor de burro quando foge, pior que água de salsicha – só prestava escovado porque não tinha forma. O pesadelo de toda mulher. Eu ainda não tinha coragem de cortar curtinho. Foi quando alguém me apareceu com o cabelo tingido com henna no facebook. Era um cabelo lindo, cobre alourado, ou louro acobreado bem natural, sadio. Tipo os cabelos que me inspiraram a buscar a tintura 8.4 da alfaparf. Eu já fazia parte do grupo Amor Acobreado – que tem cabelos lindos – e lá me indicaram o grupo Henna Amor que não desbota. Fiquei chocada com as fotos das meninas que usam Henna – os cabelos são quase sempre longos, bem tratados do jeito que amo um cabelão fiquei semanas namorando as receitas e pesquisando sobre essa plantinha.

  • O que eu aprendi sobre Henna?
Henna_plant

Lawsonia inermis

Hena ou henna (do árabe حناء) designa tanto uma planta  a Lawsonia inermis , como o corante dela extraído. Como pedem ver na foto é uma plantinha bem bonitinha.

Este corante é muito usado no Chifre e no Norte de África e no Sul da Ásia, seja para colorir os cabelos de castanho, castanho-avermelhado, vermelho, baio ou laranja (dependendo da cor natural do cabelo), seja para tatuar as mãos e o corpo. Esta tatuagem é temporária e desaparece ao fim de uma semana.

Proveniente da casca e das folhas secas, o corante tem uma cor castanho-avermelhada e é comercializado pela indústria de cosméticos. Sei que exitem empresas que processam a planta adicionado químicos que podem fazer mal a saúde por tanto optei pela versão natural e vegana da planta.  – O que isto quer dizer? Quer dizer que optei pelo uso de marcas que não acrescentam metais ou outros aditivos artificiais para aumentar a fixação ou alterar a cor. Optei por marcas que não fazem testes em animais.

Das marcas que pesquisei as que melhor parecem preencher estes requisitos são a Weleda – que pode ser encontrada em farmácias e lojas de cosméticos, mas não é tão fácil de achar, a Iara e a Casa da Índia. Estas são consideradas puras sendo que as duas ultimas só encontro para comprar pela internet.

Tentei entrar em contado com a Himalaya mas não tive resposta então não posso falar sobre ela.

Tem também a Surya – que não é pura – mas é 100% natural. Esta é a mais fácil de achar podendo a caixinha da henna em pó com o valor de 23,00 a 32,00 reais. Não é a preferida do grupo que acompanho porque para muita gente ela desbota. No meu caso é só amor e alegria kkkk.

  • Quando foi meu primeiro uso?
IMG_1838

No dia após a aplicação da Henna surya – antes da crise de enxaqueca

Logo depois no ano novo. Estava revoltadíssima com meu cabelo. Já tinha cortado novamente e estava metade cacheado – metade esticado e sem vida. Só conseguia usar escovado ou com milhões de presilhas. Encorajada pelos cabelos lindos do grupo Henna Amor que não desbota – e com a raiz já aparecendo resolvi arriscar a Henna em lugar da tinta. Como não tenho muita paciência para comprar pela internet comprei a Surya mesmo em uma loja de cosméticos perto do meu trabalho.

A primeira experiência foi uma experiência mesmo – misturei a henna com água morna até ficar uma lama verdinha e apliquei. O cheiro é de grama e chá verde. Mas na época meu cabelo estava muito poroso. – Resultado – ficou com um brilho incrível e uma cor maravilhosa. Mas tive uma crise de enxaqueca horrível dessas que a gente quer morrer para passar, estava sozinha em casa ,sem nenhum remédio e se me pedisse para enxergar os números no teclado do telefone juro que veria só manchas. Me enfiei por horas debaixo do chuveiro. – Água + cabelo poroso + mais de hora foi um desbotamento geral. Fiquei muito triste. – Mas sou teimosa. Como a raiz, que era virgem, não desbotou como pensei a primeira vista, mas oxidou (escureceu um tom) – então tive que esperar crescer para uma segunda tentativa.

 

  • No meio do caminho.
20160123_002612695_iOS

Desbotado

img_2976

Cabelo tonalizado com uma cobrinha de creme vermelho misturado na hidratação

Como meu cabelo tinha perdido aquele brilho acobreado lindo resolvi apelar para mascaras tonalizantes enquanto aguardava o cabelo crescer. – Claro que poderia ter jogado Henna de novo, já que apesar de ter desbotado ela melhorou muito o aspecto do meu cabelo que ficou menos estranho e até me permitiu tentar usar ser estar escovado. Como a parte danificada do meu cabelo (onde tinha progressiva e estava muito poroso ) certamente desbotaria novamente eu preferi deixar o cabelo crescer o máximo possível antes de tentar novamente.

 

Nota-se na foto que apesar do cobre ter perdido a intensidade que a textura do cabelo melhorou em 1000% e só isso já foi motivo para amar a henna.

Esperei de janeiro até agora para o eu cabelo crescer e talvez desbotar mais um pouco – O que não ocorreu de forma natural. Então 2 semanas antes de aplicar a henna eu fiz o shampoo de vitamina C – para retirar os resíduos do creme matizador vermelho. – Não usei as 10 pastilhas como vi nas receitas pela internet com medo de ressecar a juba. Fiz só com 5 e tirou todo o creme matizador.

  • Segunda aplicação.
20160312_205953737_iOS

Cabelo escovado para evidenciar a raiz

Eu queria esperar eu cabelo crescer mais, só que como já disse algumas vezes – sou a mãe da impaciência. Tentei mostrar na foto o máximo possível a raiz – quase 3 dedos de janeiro até 12/03/2016. Embora nas fotos nunca pareça – a cor do cabelo é louro escuro quase na altura de 7 – na tabela das tinturas.

Cortei o cabelo – fiz o tal big shop. de modo que a parte danificada que desbotaria foi toda removida. O que sobrou do cabelo já estava com um acobreado legal – e usando o cabelo cacheado quase não dá para ver a raiz. Poderia muito bem esperar crescer mais – mas a louca queria muito aplicar de novo a henna então ….20160314_024322000_iOS

Apliquei a Henna nele todo.

  • Processo – Peguei duas caixas da Surya na cor vermelha o que é equivalente a 100 g e dilui em aproximadamente 200 ml de água morna – quase quente. Sabe aquela temperatura que você ainda pode por o dedo dentro do copo sem queimar, mas que se aquecer mais um pouco ferve?! Essa temperatura.

A consistência ficou bem pastosa – uma lama mesmo. Foi até difícil espalhar nas mechas. – Apliquei com um pincel de tintura, luvas para não manchar a mão, óleo de uva na cara, orelhas, pescoço, colo e braços para não manchar a pele. Roupas velhas para o caso de escorrer eu não surtar por ter manchado a roupa.

Depois de aplicar enrolei a cabeça em um filme pvc, coloquei a toca plastica que vem na caixa por cima e ainda coloquei uma touca de alumínio. – para que tudo isso? O filme pvc para vedar bem e não escorrer tanto. A segunda touca plástica para ajudar a manter o alumínio da outra touca longe do cabelo. Afinal Henna não gosta de metais. A touca de alumínio para manter a cabeça aquecida

20160313_184842000_iOSSegundo orientação da própria Surya – O calor interfere na intensidade da pigmentação. Manter a cabeça aquecida ajuda a obter uma cor mais intensa. Eles recomendam uma média de 20 a 60 minutos com a henna na cabeça. Como eu queria uma cor cobre mais intensa e estava com medo de deixar pouco e meu cabelo ficar manchado – já que não fiz nada para igualar a raiz só com o comprimento – deixei 4 horas e meia a laminha na cabeça. Nem escorreu tanto quanto na primeira aplicação.

Sei que muita gente aconselha o uso de ácidos como limão e vinagre. Mas a empresa não se responsabiliza por aditivos não testados. E honestamente, eu não vi necessidade de colocar nada disso na minha receita.

20160313_190946000_iOS

resultado final – estou In Love

Depois de 4 horas e meia enxaguei bastante com água e finalizei com condicionador para low poo.

Uma coisa legal é que ao entrar em contado com Surya para pedir orientação eles me atenderam super bem.

1º Qual a temperatura ideal para liberar o pigmento? Preciso esperar esfriar para aplicar no cabelo?  A temperatura influência na durabilidade da cor? Resposta: A água tem que estar de morna a quente, não fervendo, enquanto faz a mistura o produto  já esfria para aplicar na cabeça, a temperatura influencia no resultado da cor no dia da aplicação, obtendo um resultado mais intenso , e não na durabilidade.

2º tenho visto em diversos grupos de pessoas que utilizam Henna o conselho de adicionar ácido (um limão, ou 50 ml de vinagre de maçã, ou chá de hibisco) estas substancias interferem da pigmentação ou na durabilidade da cor? OU seria desaconselhável utilizar estes aditivos? Resposta:  Não podemos responder quanto a utilização destas substancias , devido que não fizemos teste de estabilidade do produto com adição destes componentes.

3 ºA durabilidade da Henna Pó de aproximadamente 30 lavagens.

Se preferir, nos informe um telefone com DDD para que uma de nossas técnicas cabeleireira entre em contato para melhor auxilia-la –Falei com uma cabeleireira especializada em trabalhar com henna. Ela me aconselhou a dar preferência pelo cabelo limpo e se seco ou quase seco. Falou sobre usar a touca de alumínio ou de bolinhas – desde que o alumínio não tocasse no cabelo para manter a temperatura e o cabelo receber o pigmento por igual. 

4º – Recebi uma caixa de amostras – em formado de sache de vários shampoos de condicionadores – pelo que li na composição todos liberados para low poo. A medida que usar vou postando aqui no blog o que achei de cada um.

 

 

Anúncios