Esse paragrafo é real, claro e contundente

E, antes de entrar no tema, só alguns adendos: o mundo da alta gastronomia é extremamente machista. 90% dos chefs são homens. É aquele negócio: cozinheira é mulher, chef é homem; costureira é mulher, estilista é homem. Em outras palavras: o que é valorizado e bem pago é “trabalho de homem”, o que é algo do dia a dia, sem remuneração ou com remuneração baixa, é “trabalho de mulher”. Nenhuma novidade nisso.

Leiam o post completo, vale a pena.

via MASTERCHEF CONTRA O MACHISMO DOS CHEFS. VAI, DAYSE! — Escreva Lola Escreva

Anúncios