coisas que acho legais

Amor em tempos de guerra

Vimemos em tempos de guerra. Guerra Civil entre as oligarquias no poder – para determinar sua alternância. – Não se iludam  quanto a isso, o jogo do poder é sádico.

Vivemos em tempos de guerra entre a corrupção e o desejo de uma sociedade mais ética – esta uma guerra ainda mais terrível, travada em todos os estamentos da sociedade. Travada no dia a dia de cada pessoa.

Vivemos em tempos de guerra entre a violência – que é mãe da misoginia, sexismo, femininístico e o amor ao próximo. O combate entre as diversas formas e violência e o amor ao próximo é mais sutil, permeia nossas relações interpessoais, relações familiares, relações de trabalho, e nos testam dia após dia. É a luta diária do nosso lado sombrio contra o que há de melhor em nós, o nosso lado que retalha e se vinga contra o que respeita, perdoa e tolera.

Vivemos em tempos de guerra dentro e fora de nós e o único modo de sairmos vencedores é acordar dia apos dia e buscar ser sempre a melhor versão de nós mesmos, porque não tem como vencer em um único assalto, é um processo diário no qual aparamos arestas, perdoamos os outros e por vezes a nós mesmos, que aprendemos a tolerar algo que ontem achávamos inaceitável em nossos pais, irmãos ou parceiros de vida.

A guerra não necessita de armas para nos oprimir, mas muitas vezes ela coloca armas nas mãos daqueles que ainda estão perdidos, afastados da própria consciência, servido de soltados do crime, das drogas, da miséria (financeira e moral.)

IMG_5173.jpgVivemos lutando dia após dia no caminho para sermos mais felizes porque felicidade é um estado móvel, que se expande quando estamos em paz com nossas consciências e que pode até se aprazer com bens materiais, mas não depende deles.

O amor, nesses tempos de guerra, é a força maior que nos ajuda a ficar de pé quando estamos desiludidos de todo o resto, o amor pelos filhos que esperamos que vivam melhor que nós, pelos pais que nos criaram. O amor daquele que nos estendeu a mão quando caímos. O amor para aquele que caiu e requer ajuda para levantar.

Dias sombrios se aproximam, e só se pudermos ser solidários com nossos semelhantes que poderemos superar essa tempestade.

Toda tempestade passa – toda crise passa seja financeira ouIMG_5355.jpg emocional. Toda noite dá lugar a um novo dia e até lá cabe a nós afastar as trevas mais nefastas da forma mais eficaz que o ser humano conhece, reconhecendo que cada um de nós é responsável por dar um passo a frente desafiando as trevas e  – unido-se fraternalmente. Ajudando aqueles que podemos ajudar, respeitando a dor, o medo e o espaço do outro (Deus como isso é difícil quando temos nossas próprias dores ). Benesses não caem dos céus, são resultados de ações humanas.

Amor em tempos de guerra é o farol no meio da tempestade. Sejamos parte desse farol para as pessoas mais próximas de nós. Muitas vezes um sorriso, um abraço, um “Eu te vejo” pode salvar uma vida do desespero.

Anúncios

2 comentários em “Amor em tempos de guerra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s