coisas que acho legais

Já fui desses #admitirfazbem

Me lembro, lá atrás, em 2013 quando os primeiros protestos começaram a gerar a onda

93e35-cartum2bguerra2bcontra2bo2bcristianismo
Que a guerra seja contra a intolerância e não contra as pessoas. 

de “Será que o gigante acordou?” naquela Época não se falava ainda em Impeachment de Dilma, criticava-se a copa e os altos gastos, aumento do combustível do e do custo de vida, o famoso “Não são só 20 centavos.” sobre o aumento do custo do transporte público.

De lá para cá muita coisa aconteceu, e me lembro de eu e muita gente dizermos “Brasil tem que chegar ao fundo do poço antes de crescer e amadurecer.” Não sabíamos o quão fundo era esse poço. De lá para cá caímos, e continuamos caindo, sem chegar ao fundo do mar de lama que trouxe uma onda de violência sem precedentes –

Parte dessa violência existia camuflada – nunca houve antes tantas denuncias de estupro e abuso sexual – não por que não ocorressem, mas porque era muito mais difícil denunciar.

A violência contra o diferente – contra o negro, contra o baixo, contra o gordo, contra o magro, contra homossexual, contra as mulheres por serem mulheres – um sintoma de um endurecimento que tornou as pessoas menos solidárias e menos tolerantes. As pessoas estão tão desesperadas por um porto seguro que agarram-se a ideologias excludentes, porque elas dão algo para se apoiar. O ódio. O ódio é uma arma maravilhosa de controle, ela dá um inimigo palpável para esconder o fato que no mundo real não existem supervilões. Para que mantenhamos a ilusão de que o individual se sobrepõe ao coletivo.  Hitler usou isso muito bem ao instigar o ódio aos judeus e homossexuais, aos não brancos louros de olhos claros de corpos perfeitos que simbolizavam o que ele considerava “raça superior” quando somos todos humanos não importa a cor da pele ou o tipo físico.

Nunca me arrependi tanto de algo como de dizer que precisávamos chegar ao fundo do poço. Vejo esse abismo muito mais profundo do que a queda que já percorremos, e já sofremos tanto com o aumento da intolerância e do desamor. O egoísmo parece ter tomado as rédeas da sociedade quando vemos o quanto nossos governantes se engalfinham para se fartar dos recursos financeiros gerados pela sociedade e que deveriam se empregados para melhorar a qualidade de vida de todos. Quando vemos o enriquecimento ilícito em todos os setores da sociedade bate aquela tristeza dolorida, mas não devemos nos deixar levar por esse sentimento.

Se caímos é hora de levantar. É hora de parar de pensar que precisa tudo ficar pior para melhorar. Estou cansada de ver a maldade humana e não fazer nada, por isso escrevo aqui meu apelo, para aqueles que também sente essa tristeza, para aqueles que esperam mais do ser humano, que desejam ser melhores e que o mundo seja um lugar melhor.

Escrevo para aqueles que fecham os olhos e esperam, não os desastres, mas que desejam

GSTQ5283.jpg
Ao invés de abaixar a cabeça, erga a vista e contemple o que ainda há de bom. Só semeando amor que poderemos colher boa vontade

 

ser parte de algo melhor. Escrevo para que não desanimem. Para que não se deixem levar pela maré egocêntrica que tenta nos devorar. Não escolham tirar fotos quando podem estender a mão para que sofre . Esqueçam os likes na rede social e vejam as pessoas a sua frente – pai, mãe, irmãos, maridos, esposas, filhos, colegas de trabalho. Seja para eles a melhor pessoa que você puder. Nenhum deles precisa de longos depoimentos ou declarações espalhafatosas por escrito. Precisam de você, com os dois pés na realidade e suas atitudes valem muito mais que uma declaração em uma foto nas datas comemorativas.

Ame a si mesmo. Ame-se com seus defeitos, pequenas ruguinhas, cabelos que não parecem ter saído de comercial de shampoo.

Quando nos amamos fica fácil respeitar e tolerar o próximo. Fica fácil separar que atitudes do outro afetam de verdade nosso bem estar e quais não nos dizem respeito.

Sejamos o contraponto. Se a maré é de desamor, que espalhemos a solidadriedade. Se tantos se engalfinham pela ilusão de que bens materiais são poder, exibamos o poder de amar ao próximo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s