coisas que acho legais · letras e linguistica · Minhas infantilidades/animes/mangás · Minhas opiniões

Mais livros incômodos – Série Darkover

Quem me conhece sabe que amo As brumas de Avalon de Marion Zimmer, mas não é tudo que leva o nome dela é necessariamente bom.

Faz alguns anos fiquei bastante decepcionada  com a saga O Poder Supremo

  1. O Círculo de Blackburn
  2. As Forças do Oculto
  3. A Fonte da Possessão
  4. O Coração de Avalon

Mas não vim falar destes livros, são leitura antiga e teria que rever cada um deles antes de desfiar o rosário, vim falar da Saga Darkover. Uma saga bastante irregular com altos e baixos, e  claro com mais livros que consta nesta listinha, esta é uma sugestão de cronologia (não necessáriamente a data de publicação)

 

Darkover Landfall  (Chegada em Darkover) – Gostei muito 
Stormqueen  (Rainha da tempestade) Gostei muito 
Hawkmistress  (A dama do falcão)– Gostei muito 

Two To Conquer (Dois para conquistar)– Odiei, misógino, justifica o estupro… me deixou enojada do começo ao fim. 
Heirs Of Hammerfell  (Os herdeiros de Hammerfell) – Mais ou menos
Rediscovery  (sem tradução em portugues) – Bom
Shattered Chain I (A Corrente partida) – Interessante, muito bom em alguns aspectos, inconstante em outros 
Spell Sword  (A espada encantada) – Mais ou menos 
Forbidden Tower  (A torre proibida)– Mais ou menos 
Shattered Chain (2, 3) Interessante, muito bom em alguns aspectos, inconstante em outros 
Thendara House (A casa de Thendara) Interessante, muito bom em alguns aspectos, inconstante em outros 
City Of Sorcery  (A cidade da magia) Interessante, muito bom em alguns aspectos, inconstante em outros 
Star Of Danger  (A estrela do perigo) – Não gostei muito 
Winds Of Darkover – Bom 
The Bloody Sun (O sol vermelho) – não li
Heritage Of Hastur (A herança dos Hastur)- Bom
Planet Savers (Os salvadores do planeta) – Comecei a ler, mas não terminei, o entusiasmo dos primeiros livros já tinha me deixado e há muitas referencias sexistas que em incomodam profundamente. 

Daqui para frente não li e não sei quando vou recomeçar. A cultura do estupro dentro desta sociedade fictícia acaba obscurecendo a obra como se a sociedade humana estivesse fadada a regredir, muitos aspectos da mitologia são desperdiçados, ignorados ou contraditos a medida em que a saga avança. Coisas muito interessantes que havia  Chegada em Darkover, Rainha da tempestade e  A dama do falcão ficam cada vez mais obscuros, a imensa variedade de co-autores entre uma obra e outra também meio que mata aspectos interessantes da genealogia das personagens.

Sharra’s Exile (O exílio de Sharra)
World Wreckers  (Os destruidores de mundos)
Exile’s Song  (A canção do exílio)
Shadow Matrix  (sem tradução em portugues)
Traitor’s Sun (sem tradução em portugues)
*Children Of Kings (sem tradução em portugues)

 

Anúncios
coisas que acho legais · Minhas opiniões

Só tenho algumas perguntas

Mulheres não tem direito de serem criativas? Artistas plásticas? Roteiristas? Serem boas nisso e ainda gostarem? Essa coisa de dividir o mundo por sexo não limita só as mulheres, mas os homens também. Gera um modo de ameaças “miticas” à masculinidade.
Quando vejo esses ataques de misóginia só consigo sentir tristeza. O ódio empobrece a sociedade e afasta as pessoas. Os mesmos tolls que criticam a existência de mulheres no meio nerd são os que reclamam dia e noite não achar uma companheira que curta nerdices , jogue video games ou que topem aquela maratona de Star Wars ou Star Trek. Se as pessoas parassem de dividir o mundo entre o que só homem pode e o que é permitido para mulheres haveria muito mais espaço para parcerias divinas.
O ódio afasta as pessoas, limita e empobrece a sociedade.
Neste ponto tiro o chapéu para a série britânica Doctor Who que ousa desafiar a misóginia com uma protagonista em um papel até agora masculino, mas tem auto uma das grandes premissas da série desafiar alguns tabus bastante enraizados quanto a gênero.
Não prego supremacia feminina, mas o mesmo direto dos caras de curtir uma boa hq, animes, ficção científica… chega de dividir o mundo da arte em masculino e feminino – arte, drama, ficção valem para todos que se dispõe a apreciar.

http://escrevalolaescreva.blogspot.com.br/2017/08/misoginos-atacam-editora-da-marvel-por.html

Quando falamos sobre o sexismo generalizado nos quadrinhos, é isso que queremos dizer. Queremos dizer que alguns “fãs” são tão misóginos e se sentem tão ameaçados pela ideia de mulheres na indústria, que uma selfie desencadeia esse comportamento. Essa raiva é ainda pior se você for uma mulher trans, ou uma mulher negra, ou uma mulher com deficiência. Não há nada que as mulheres possam fazer para se proteger

Minhas opiniões

Minhas considerações sobre o dia 17/04/2016

1º Ponto NÃO SOU PETISTA

2º Ponto NÃO GOSTO DA DILMA – APESAR DE TER VOTADO NELA SIM NO SEGUNDO TURNO

3º Ponto – NÃO SOU A FAVOR DO QUE ACONTECEU ONTEM – O QUE ESTAMOS VENDO NÃO É UM impeachment – É ALGO AINDA MAIS PERIGOSO E TRISTE.

Quem acompanha o blog certamente viu ao longo do mandato passado da Dilma o quanto tenho me sentido frustrada com o governo dela, viu que durante as Eleições quando sobraram apenas ela e Aécio que consciente de suas falhas votei nela.

Não tenho ilusões quanto a presidente e ao PT – e apesar de discordar de muitas das coisas do governo Dilma eu nunca fui a favor deste impeachment. Nunca fui a favor pelo simples motivo de que estas pessoas não estão de fato depondo uma Presidente, estão votando contra as investigações que finalmente começaram a prender a “Elite” e a repatriar dinheiro roubado.

Muitos dirão – O mercado reagiu bem, o Dólar caiu. – Claro que o mercado reagiu. Economia e bem estar social são coisas diferentes. As empresas que bancam as campanhas dos deputados, senadores, vereadores etc… precisam proteger seus investimentos, manter suas isenções de impostos, suas propinas, seus lucros exorbitantes. Então claro que o mercado vai reagir bem com a promessa velada do fim dos escândalos causados pelas investigações.

O que nós vimos ontem não foi a aprovação de um projeto de impeachment de uma má gestora, mas um festival de atrocidades com direito a um homem que se diz cristão homenagear um torturador.

NÃO SOU A FAVOR DE MISTURAR RELIGIÃO E POLITICA – a liberdade de credo é fundamental para alicerçar a tolerância e a solidariedade. Respeitar a fé do meu semelhante, bem como as diferenças de genêro, etnia e raiz cultural fazem parte de uma cultura civilizada. Condenar o meu irmão ou irmã por ter cor da pele diferente, ou por divergência de gênero é voltar para a barbárie.

Mas, nosso país parece querer caminhar em direção ao fundamentalismo religioso NA FIGURA DE BOLSONARO QUE TEVE O DISPARATE DE FAZER APOLOGIA A TORTURA.

Já que enveredamos por este caminho pergunto a todos os Cristãos;

Quando Cristo foi a favor da violência ?

Quando ele instigou o sofrimento de nossos semelhantes?

Quando ele segregou e discriminou?

Quando a doutrina do Cristo faz apologia a tortura?

Ser contra o governo Dilma é direito de qualquer um. Achar que o impeachment é a luz no fim do túnel também é direito de qualquer um eu concorde ou não. Isso é democracia. Agora fazer apologia a monstruosidade que é a tortura e aos torturadores isso é definitivamente criminoso e demonstra que tipo de ideologia nos governa. Talvez de fato mereçamos Temer, Cunha e toda aquela cambada lá nos conduzindo como gado para o abate. Se nós como seres humanos, como cidadãos e até mesmo como religiosos (seja de qual credo for) compactuamos com a apologia a violência pura, simples e brutal tal como foi a do regime militar. Se aceitamos uma homenagem, dentro da casa do povo, a um indivíduo que estuprou, torturou e matou só porque não gostamos da presidente sim nós merecemos tudo o que nos aguarda a seguir. 

Muitos podem achar que estou sendo petista ou petralha ao dizer que o brasileiro foi massa de manobra. Mas foi. Aqueles homens miraram na Dilma não apenas como bode expiatório para todos os problemas, mas para dar fim as investigações que chegavam a eles. Não sou petista – torno a dizer e se o impeachment fosse presidido por outras pessoas que não uma cambada atolada até o pescoço nas investigações de corrupção, desvio de verba, evasão de divisas, fraude etc…. eu certamente apoiaria. Mas apoiar essa gente que vai desesperadamente como urubu na carniça eu não consigo.

E digo mais, estamos a beira de um novo golpe que já começa a se delinear – a limitação da internet residencial com os famigerados pacotes de dados. Acha que a vivo tirou essa do nada? Que comprou essa briga só pelo lucro direto? Informação é poder. O Povo brasileiro ainda que manipulável está começando a se questionar, a questionar princípios e valores oligárquicos arraigados. A mesma massa que hoje foi usada para validar os discursos de fora Dilma representa um problema para 2017 – pois vai desejar a continuidade das investigações e que as punições venha derrubar as fortalezas de cartas que Cunha e homens como ele construíram desde o início do Brasil. É preciso controlar a informação, é preciso aquietar a classe média – ela já cumpriu seu papel – é preciso calar as massas analfabetas funcionais – elas gostam de redes sociais e não lêem textos complexos, mas entendem muito bem os memes que circular e formam opiniões. A rede Globo não é mais a grande formadora de opinião, twitter, instagram, Facebook, Youtube se opõe as verdades pré fabricadas. A margem da mídia formal memes e outras formas satíricas correm sem controle e desmistificam nossos “santos e ilibados” governantes que estão a uma vida toda no poder e o passam a seus descendentes (nossos políticos de carreira são filhos, netos e mesmo bisnetos de velhas oligarquias que mudam de nome, de embalagem mas continuam lá.)